terça-feira, 17 de julho de 2018

Decapitated: banda lança o vídeo da faixa “Kill The Cult





O Decapitated lançou um videoclipe para a música “Kill The Cult” do álbum “Anticult” de 2017. Este clipe é também o que a banda recentemente postou uma prévia através das redes sociais durante a última semana. A banda mais uma vez contratou o diretor Lukasz Jaszak para este último vídeo, que também é o primeiro desde os seus problemas legais...

DEICIDE LANÇA NOVO LYRIC VIDEO; ASSISTA “EXCOMMUNICATED”




Novo álbum do Deicide será lançado em setembro

Prestes a lançar o novo álbum Overtures Of Blasphemy, a banda americana de death metal, Deicide, liberou o lyric video da música “Excommunicated”.

O álbum foi produzido por Jason Suecoff. O frontman Glen Benton disse “Enquanto a banda avançava, o processo de escrita e alguns outros processos tornaram o álbum e a banda mais fortes. O resultado é Overtures Of Blasphemy, talvez o lançamento mais forte do grupo até o momento. Suecoff emprestou seus consideráveis ​​talentos e atenção aos detalhes para tornar o acompanhamento das músicas o melhor possível e a mixagem final tão sonora e brutal quanto possível. Um processo árduo, mas vale bem o tempo e o esforço “.

O disco será lançado no dia 14 de setembro pela Century Media Records.

Confira capa de Overtures Of Blasphemy clicando aqui.

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Kiss: ex-integrantes podem participar de nova turnê? Gene responde


O vocalista e baixista do Kiss, Gene Simmons, comentou, em entrevista ao Imperiumi, sobre a possibilidade de ex-integrantes participarem da próxima turnê da banda, que, conforme anunciado anteriormente, terá três anos - e pode ser a última. A pergunta foi feita porque Simmons tem contado com a presença de músicos como Ace Frehley, Peter Criss e Vinnie Vincent nos eventos que promovem o box set "The Vault".

Sabe, nós conversamos sobre isso, mas não decidimos nada", respondeu Gene Simmons sobre a chance de ex-integrantes participarem da próxima turnê do Kiss. "O problema é: se você traz um convidado especial, ele se apresenta sem maquiagem? Não sei. Não chegamos tão longe...", completou.

Para Simmons, não seria justo que ex-integrantes se apresentassem maquiados ao lado de Tommy Thayer e Eric Singer, que assumem a guitarra solo e a bateria do Kiss, respectivamente. "Você não pode colocar a maquiagem. Você ficou fora da banda por 20 anos. Não vai rolar. É uma questão difícil, porque se trouxermos alguém que esteve na banda, essa pessoa não poderá usar a maquiagem", disse.

Ainda durante a entrevista, Gene Simmons disse não saber se a próxima turnê será mesmo a última - embora a marca "The End Of The Road" tenha sido registrada pela banda recentemente e tenha alimentado especulações sobre um possível fim. Ele também comentou que nunca pensou no fato de o Kiss encerrar suas atividades em 2023, ano do 50° aniversário da banda.

Nile: disco novo já tem seis músicas prontas





Os norte-americanos do NILE já tem seis músicas prontas para o novo disco a ser lançado em 2019 e por enquanto sem nome.

Esse disco será o sucessor de "What Should Not Be Unearthed" (2015) e marcará a estreia do novo guitarrista/vocalista Brian Kingsland, substituto de Dallas Toler-Wade.

O guitarrista Karl Sanders disse: "Não é um processo excessivamente complicado. Começamos a compor as músicas e compartilhamos demos de um lado para outro, e todos contribuímos e tentamos moldar a música. Há muito mais a fazer do que apenas algumas músicas, nós fazemos turnê, voltamos para casa, trabalhamos em mais algumas, depois voltamos para a turnê, voltamos para casa, trabalhamos em mais algumas. Será a última coisa que faremos para isso ... em turnê para este álbum. Depois disso, estamos prontos, para que possamos nos concentrar completamente nas novas músicas."

Karl anteriormente descreveu Kingsland como "um grande guitarrista de Metal extremamente talentoso e sério, com uma grande voz de metal brutal e uma gama muito versátil". Ele acrescentou que "Brian também é um cara genuíno, pé-no-chão, trabalhador e motivado, que ajudou a reacender e restabelecer o senso de trabalho em equipe de volta ao NILE.

PINK FLOYD DIVULGA VÍDEO RARO DE APRESENTAÇÃO DE “APPLES AND ORANGES” NA BÉLGICA



A faixa foi o último trabalho de Syd Barrett como compositor para a banda

Há alguns dias o Pink Floyd disponibilizou no seu canal oficial do Youtube um vídeo raro de uma apresentação de “Apples and Oranges” na Bélgica.

A faixa foi o terceiro single da banda no Reino Unido e a última que Syd Barrett escreveu para o grupo. No vídeo, vemos David Gilmour no cargo de vocalista enquanto Roger Watersaparece cantarolando.

A raridade faz parte do box The Early Years 1965 – 1972 lançado em março em seis volumes individuais. Assista ao vídeo logo abaixo.


quinta-feira, 12 de julho de 2018

PANTERA LANÇA DISCO AO VIVO GRAVADO DURANTE O DYNAMO OPEN AIR 1998


O lançamento veio logo após a inesperada morte do baterista Vinnie Paul

O Pantera lançou recentemente um disco ao vivo gravado durante o set da banda no icônico festival holandês Dynamo Open Air em 1998.

Com sucessos como “Walk”, “I’m Broken” e “Cowboys From Hell”, a novidade marca o segundo trabalho ao vivo do grupo, sendo o primeiro Official Live: 101 Proof (1997).

Pantera Live At Dynamo 1998 traz uma tracklist de 14 faixas e está disponível em todas as plataformas de streaming. Ouça o disco logo abaixo.

A novidade se tornou uma espécie de homenagem aos irmãos Vinnie Paul e Dimebag Darrell, visto que o lançamento aconteceu na época da inesperada morte do baterista e co-fundador.

https://open.spotify.com/album/13I5Wi10H0rhRB8jYpOYF8

THE DEAD DAISIES DIVULGA CLIPE DE NOVO SINGLE; ASSISTA “DEAD AND GONE”





O single sucede o lançamento do álbum Burn It Down

Os americanos do The Dead Daisies divulgaram nesta sexta-feira, 22, o clipe do single “Dead and Gone” do disco Burn It Down. O vídeo, dirigido por Tony Valenzuela mostra imagens do grupo tocando em Berlim, na Alemanha durante a turnê de divulgação do álbum entre algumas bizarras cenas de zumbis.

Burn It Down é o quarto disco da carreira do grupo formado por Doug Aldrich (Whitesnake, Dio), John Corabi (Mötley Crüe, The Scream), Marco Mendoza (Whitesnake, Thin Lizzy), Deen Castronovo (Bad English, Journey) e David Lowy (Red Phoenix, Mink). Inspirados no rock setentista, a banda busca trazer à tona o melhor do som da época.

Assista o clipe de “Dead and Gone” logo abaixo e em seguida, ouça o disco Burn It Down na íntegra.


Soulfly: banda toca música inédita em show na Holanda




“Ritual” é o nome do próximo álbum do Soulfly que deve ser lançado em outubro pela Nuclear Blast. O sucessor de “Archangel”, de 2015, foi produzido por Josh Wilbur, que já trabalhou com o Lamb Of God, Gojira e All That Remains.

Em entrevista ao PureGrainAudio, Max Cavalera falou sobre o novo álbum: “Tem um pouco de Chaos A.D., esse tipo de groove, mas também com elementos de Thrash. É um disco contemporâneo. Estou muito feliz”.

“Eu sei que músicos dizem que seu novo álbum é o favorito deles, mas esse novo do Soulfly tem um pouco de tudo o que eu amo. Tem elementos tribais, um monte de coisas rápidas, é quase um disco tribal-thrash”.

Durante show recente em Zwolle, na Holanda, a banda tocou a música inédita, “The Summoning”. Assista vídeo abaixo.



terça-feira, 10 de julho de 2018

IHSAHN, VOCALISTA DO EMPEROR, FALA SOBRE POSSÍVEL COLABORAÇÃO COM ROB HALFORD



Rob Halford quer fazer um álbumde black metal com Ihsahn e Nergal

O frontman do Emperor, Ihsahn, falou em entrevista a Kaaos Tv da Finlândia, sobre a ideia de colaborar com Rob Halford, vocalista do Judas Priest.

“Eu realmente conversei com Rob sobre este projeto…Ele se aproximou de mim … isso foi há muito tempo atrás”, disse Ihsahn. “Acho que o conheci em 2001 ou algo assim. Mas, claro, como ele disse em muitas entrevistas também, a situação dele no Judas Priest, e minha agenda com as duas bandas [Emperor e o projeto solo], é uma dessas coisas, mas em algum momento isso seria ótimo. Quando o deus do metal chama, não é algo que você queira perder”.

Ele continuou: “Então [Rob] conheceu Nergal do Behemoth também, e ele [discutiu uma possível colaboração com ele também] … Porque ele [Rob] é um grande fã de black metal, então em algum momento, ele quer fazer algo. Então, se o tempo permitir e o destino fizer acontecer, eu, Nergal e Rob faríamos algo juntos – Nergal é alguém que eu tenho um grande respeito – acho que seria incrível “.

Halford há muito tmepo fala sobre querer trabalhar em um álbum de black metal.

Ihsahn lançou seu sétimo álbum solo, Ámr, no dia 04 de maio pela Candlelight/Spinefarm.

FLOOR JANSEN FALA SOBRE O SETLIST DA TURNÊ DECADES DO NIGHTWISH “VOCÊ NUNCA VAI AGRADAR A TODOS”



Nightwish vem ao Brasil em setembro

A vocalista do Nightwish, Floor Jansen, falou em entrevista no festival FortaRock, na Holanda, sobre a turnê Decades da banda, que traz músicas pouco ou nunca tocadas na carreira da banda.

“Foi uma escolha interessante para essa turnê, porque estamos celebrando nosso aniversário de 20 anos, fazendo uma compilação de todo o nosso trabalho, e então o set ao vivo tem a mesma escolha. É muito, muito difícil, porque há tantos álbuns e tantas músicas, mas queremos dar uma visão geral de tudo, do primeiro ao último álbum. Você nunca vai agradar a todos, é impossível.”

Recentemente, o tecladista Tuomas Holopainen disse já ter cerca de 80% do novo álbum pronto. Leia aqui.

A banda virá ao Brasil com a turnê Decades em setembro, para um show único em São Paulo. Confira informações sobre os ingressos clicando aqui.

MATT HEAFY DO TRIVIUM GRAVA COVER DE BRITNEY SPEARS



Baby One More Time” de Britney Spears foi a escolha de Matt Heafy

O guitarrista e vocalista do Trivium, Matt Heafy, gravou uma versão de “…Baby One More Time” de Britney Spears.

A versão foi postada em seu canal de vídeo, Kiichi Chaos Karaoke, aonde o frontman do Trivium interpreta músicas inusitadas e os fãs podem fazer doações.

Heafy já havia gravado uma versão do clássico pop “Africa” do Toto, além das clássicas “If I Could Turn Back Time” da Cher, “Can’t Help Falling in Love” do Elvis Presley e “Have Yourself a Merry Little Christmas” de Frank Sinatra.

Outros covers inusitados de Matt Heafy podem ser vistos aqui.

O começo do cover mostra Heafy mantendo mais ou menos a mesma versão original porém com uma guitarra distorcida. À medida que a música avança, Heafy deixa a música mais pesada como pode ser visto no vídeo abaixo:


sexta-feira, 6 de julho de 2018

Arch Enemy: Guitarrista fala sobre balada presente no último disco





Em entrevista para a Hayley Leggs, feita durante o Hellfest 2018, Michael Amott, guitarrista do Arch Enemy, comentou sobre a faixa “Reason to Believe”, presente no último disco da banda “Will to Power”(2017) , que chamou a atenção por ter uma sonoridade diferente, onde teve um ritmo menos agressivo e com vocais limpos por parte da Alissa White-Gluz.

Segundo o guitarrista, a canção foi composta por ele juntamente com o irmão Christopher Amott, que já fez parte da banda tocando guitarra, e ele pensou que seria estranho usar a música no Arch Enemy se utilizando apenas de guturais por se tratar de uma balada. Então, eles conversaram com a Alissa para ajustar os arranjos.

Michael também afirmou que a entrada de Alissa na banda os “abriu algumas portas”, por ela ter mais versatilidade com a voz, permitindo que outras possibilidades pudessem ser exploradas.

Ele também destacou a boa recepção dos fãs em relação a música, e que sempre teve o objetivo de ampliar o leque do Arch Enemy.

“Nunca fui cabeça-fechada do tipo ‘será tudo extremo ou nada’, cresci ouvindo thrash e death metal, mas também sou fã de Scorpions, Judas Priest, Manowar, Black Sabbath, e eles também tem baladas. Isso nos torna uma banda de metal mais completa” disse Amott.

Confiram a faixa:

quinta-feira, 5 de julho de 2018

Dave Mustaine: “Acredito que o Lars tem medo de tocar junto com o Megadeth”


Em recentes declarações feitas ao site Rock Hard, Mustaine deu a entender que talvez ainda não tenha superado sua saída do Metallica. Todos sabem que Mustaine era guitarrista do Metallica antes da banda lançar seu primeiro álbum (Kill ‘Em All, de 1983), mas fora demitido pelo seu comportamento. Após isso, Mustaine fundou o Megadeth.


Na entrevista ao site, Mustaine diz que Lars Ulrich “tem medo de tocar junto com o Megadeth”. A resposta veio após o site perguntar a Dave se ele participaria mais uma vez de um show do Big Four (que é formado pelas quatro maiores bandas do gênero Thrash Metal: Metallica, Megadeth, Slayer e Anthrax).

Além disso, o líder do Megadeth não permitiu que o Metallica lançasse uma versão estendida de No Life ‘Til Leather, demo lançada quando Mustaine ainda era guitarrista da banda de Lars. Ele foi bem claro e disse: “Eu não irei lhes dar os meus direitos, então não farei parte disso. Eu escrevi ‘Mechanix’ e ‘Jump In The Fire’ inteiras e não vou dar nada a Lars Ulrich. Ele pode desistir. Em ‘Phantom Lord’ [música do disco Kill ‘Em All] eu escrevi todo o instrumental e James Hetfield fez toda a letra – 50/50. “

Mustaine ainda foi mais a fundo e acusou James de ter medo de Lars, deixando claro que ele mesmo jamais o tivera. Ele complementou: “Se James quer dar a sua parte para Lars porque tem medo dele, é coisa dele. Eu não tenho medo de Lars Ulrich e não vou abrir mão da minha parte. Eu não posso chegar a um acordo contra a minha vontade com essas pessoas e dar o crédito a Lars por algo que não apenas ele não fez – como também era incapaz de fazer. Ele não conseguia compor boas músicas na época.” Aproveitando, assim, para colocar em xeque a capacidade de Lars compor uma boa música, pelo menos na época em que Mustaine estava na banda.

Não é de hoje que esta briga existe e, se não chegou ao fim até agora, resta ao público ver de camarote o que ainda irá acontecer daqui para frente.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

IRON MAIDEN DIVULGA FILMAGENS INÉDITAS DA TURNÊ LEGACY OF THE BEAST







A turnê que promete diversas novidades é inspirada no mundo dos videogames

A lendária banda de heavy metal Iron Maiden disponibilizou mais filmagens oficiais da turnê mundial Legacy of the Beast.

Ultimamente, a banda britânica tem iniciado os shows com “Aces High”. Outras músicas famosas que também compõem a tracklist são “The Clansman” e “Sign Of The Cross”, além de três músicas que estão sendo tocadas pela primeira vez em anos, como “For The Greater Good of God”, “The Wicker Man” e “Flight of Icarus”.

A estética por trás da turnê Legacy Of The Beast, além de raízes no jogo para smartphonesde mesmo nome, também busca referências na HQ do próprio Maiden. O design do palco apresenta uma quantidade de “mundos” diferentes e interligados que compõem a turnê junto de uma grande seleção de material dos anos 1980, misturados à influência de álbuns posteriores para constituir grande diversidade musical.




DOCUMENTÁRIO DO DEATH SERÁ LANÇADO EM DVD



Death By Metal homenageia Chuck Schuldiner

Death By Metal é o documentário sobre o vocalista e guitarrista do Death, Chuck Schuldiner, e será lançado em DVD no dia 06 de julho pela Mvd Visual, e estará disponível na Amazon, Google Play e iTunes.

Com entrevistas exclusivas, filmagens raras e demos, o documentário é o primeiro a homenagear Schuldiner, e foi dirigido pelo cineasta canadense Felipe Belalcazar.

“É um documetário oficial aprovado pela família”, disse Belalcazar. “Fiz mais de 22 entrevistas […] Entrevistamos a mãe dele, que nos contou tudo, desde o primeiro dia em que eele tocou guitarra, até quando faleceu. Foi uma das entrevistas mais difícies que já fiz. Também entrevistamos seu sobrinha, sua irmã, dois ou três integrantes de cada formação, e o produtor Jim Morris”

A carreira de Chuck Schuldiner foi interrompida em 2001, quando ele faleceu devido a um câncer.

DEICIDE IRÁ LANÇAR NOVO ÁLBUM, OVERTURES OF BLASPHEMY, ESTE ANO




Novo álbum do Deicide será lançado em setembro

Overtures Of Blasphemy é o nome do novo álbum do Deicide, que será lançado no dia 14 de setembro pela Century Media.

O sucessor de In The Minds Of Evil, de 2013, foi produzido por Jason Suecof, que já trabalhou com o The Black Dahlia Murder e Trivium. O vocalista Glen Benton falou sobre o disco:

“Este álbum se uniu ao longo do tempo, o que significa que não queríamos apressa-lo. Algumas pessoas podem se lembrar de uma entrevista em que Steve Asheim disse ‘o material está pronto, mas ainda não chegou lá’. Esse foi o ponto de partida de quando este álbum realmente começou a tomar forma e as músicas se tornaram o que são agora – completas, compactas e eficazes.

Enquanto a banda avançava, o processo de escrita e alguns outros processos tornaram o álbum e a banda mais fortes. O resultado é Overtures Of Blasphemy, talvez o lançamento mais forte até o momento

Jason Suecoff emprestou seus consideráveis ​​talentos e atenção aos detalhes para tornar o acompanhamento das músicas o melhor possível e a mixagem final, tão sonora e brutal quanto possível. Um processo árduo, mas vale bem o tempo e o esforço”

terça-feira, 3 de julho de 2018

Krisiun: divulgada capa do novo álbum




O novo trabalho foi produzido por Andy Clasen, e nele, a banda promete retornar um pouco as suas raízes.

A arte, feita por Eliran Kantor, mostra três deuses antigos que transcendem o início da criação, mostrando que a mitologia suméria será a temática abordada do novo projeto.

O álbum está previsto para ser lançado no dia 7 de setembro de 2018 pela gravadora Century Media Records, e será o 11º trabalho em estúdio da banda.

Obscura: ouça o novo single “Ethereal Skies


Diluvium’ é o título no quinto álbum da banda alemã Obscura, que será lançado oficialmente no dia 13 de julho através da Relapse Records. Apresentando dez composições (mais uma bônus, dependendo da versão) o novo trabalho estará disponível nos formatos CD, LP e digital.



Sendo conceitual, o álbum completa o ciclo iniciado em ‘Cosmogenesis’ (2009). A produção ficou por conta de V. Santura (Triptykon, Pestilence) no Woodshed Studios em Landshut/Alemanha.

Ouça o áudio de “Ethereal Skies”


IRON MAIDEN É PROCESSADO POR EX-VOCALISTA POR APROPRIAÇÃO DE LETRAS



Dennis Wilcock está pedindo 2 milhões de libras ao Iron Maiden

O Iron Maiden está sendo processado pelo ex-vocalista Dennis Wilcock, que alega que letras de diversas músicas foram roubadas pela banda inglesa. Cerca de 2 milhões de libras (aproximadamente 10 milhões de reais) é o montante que Wilcock está solicitando por músicas que foram lançadas no álbum de estreia e no Killers (1981).

Este caso é consequência do recente processo que a banda sofreu em relação ao clássico “Hallowed Be Thy Name”, aonde o ex-empresário Barry McKay alegou que a banda plagiou partes da música “Life’s Shadow” do Beckett. Steve Harris e Dave Murray fizeram um acordo pagando £100,000 neste caso.

Agora McKay entrou com um novo processo em nome de Wilcock que segundo o portal Loudwire alega ter escrito as letras de “Prowler,” “Charlotte the Harlot,” “Phantom of the Opera” e “Iron Maiden.” O processo diz que Wilcock também é co-autor de “Prodigal Son” com Steve Harris.

Wilcock diz ainda que não sabia que as letras foram usadas pelo Iron Maiden pois afirma nunca ter ouvido os discos da banda após ter saído em 1978.

Adicionalmente, McKay vai processar novamente o Iron Maiden afirmando que a frase “Catch my soul cos it’s willing to fly away,” de “Hallowed Be Thy Name” foi baseada na frase “Catch your soul he’s willing to fly away,” da música “Rainbow’s Gold” de Beckett que o Iron Maiden gravou cover em 1984.

O Iron Maiden, que havia retirado “Hallowed Be Thy Name” do setlist da tour do Book of Souls, retornou com o clássico que fecha o The Number Of The Beast na atual tour Legacy of the Beast. A música “Iron Maiden” continua sendo tocada na atual tour apesar do processo judicial iniciado por McKay em 25 de maio.

O jornal inglês The Sun publicou um comentário do porta-voz do Iron Maiden dizendo que as alegações são “ultrajantes” e “absolutamente ridículas.”

ASSISTA NOVO LYRIC VIDEO DO IMMORTAL, “MIGHTY RAVENDARK”



Novo álbum do Immortal será lançado dia 06 de julho

Os noruegueses do Immortal disponibilizaram o lyric video de “Mighty Ravendark”. A faixa faz parte do álbum Northern Chaos Gods, que será lançado no dia 06 de julho pela Nuclear Blast.

O disco foi produzido por Peter Tägtgren, que também trabalhou em álbus anteriores da banda.

O Immortal hoje é formado por Demonaz e Horgh. Demonaz assumiu os vocais após a saída de Abbath, em 2014.


segunda-feira, 2 de julho de 2018

Sacredeath In Human Death (single)

A banda sacredeath disponibilizou a capa e seu novo single Stand Your side,o epo e previsto para o segundo semestre de 2018 com um som inovador  moderno o Sacredeath  veem conquistando  a cada dia mais fãs ao redor do mundo buscando sempre inovar e trazer material de qualidade aos fãs da banda,a arte da capa ficou por conta do Guitarrista Alessandro (Sacredeath)  que já fez algumas capas  para diversas bandas  da cena metallica brasileiro e mundial.





http://sacredeath.bandcamp.com

sexta-feira, 29 de junho de 2018

ASSISTA NOVO CLIPE DO MARDUK, “VIKTORIA”



Novo álbum do Marduk já está disponível

Os suecos do Marduk disponibilizaram hoje o videoclipe da música “Viktoria”, do álbum de mesmo nome que foi lançado no dia 22 de junho pela Century Media Records.

Em entrevista recente ao Impact Metal, o guitarrista Morgan Steinmeyer Håkansson falou sobre o novo trabalho: “Para mim, é uma continuação do álbum Frontschwein. A música escreve uma jornada diferente, eu diria, mas ainda é a continuação da mesma coisa. Como com qualquer outro trabalho do Marduk, é uma jornada musical totalmente diferente. Tem muita variação, poder, agressão, devoção, é difícil explicar quando está tão fresco em sua mente, mas estamos orgulhosos disso, acho que é um ótimo álbum”


RAMONES: UM NOVO FILME SOBRE A BANDA ESTÁ SENDO PRODUZIDO PELO IRMÃO DE JOEY RAMONE




O longa será baseado na história contada por Mickey Leigh

Um novo filme sobre a história da lendária banda Ramones está sendo produzido. Intitulado I Slept With Joey Ramone, o longa é baseado no livro de mesmo nome, escrito por Mickey Leigh, irmão de Joey.

Nick Cassavetes será o diretor e Gene Kirkwood cuidará da produção e parte financeira do projeto que deve ser focado na formação e desenvolvimento do movimento punk enquanto conta a história e influência dos Ramones na época.

“Nick está bem envolvido nesse projeto com Mickey Leigh”, disse Kirkwood. “O plano é que os dois vão descobrir talentos por aí e criar uma banda de verdade”.

PANTERA DIVULGA DECLARAÇÃO SOBRE MORTE DE VINNIE PAUL




A declaração foi escrita por um amigo da banda

O Pantera divulgou uma declaração sobre Vinnie Paul, que faleceu na última sexta, 22, aos 54 anos. Escrito pelo amigo da banda e ex-guitarrista do Grim Reaper, Nick Bowcott, o texto reflete sobre o impacto do baterista na música, o comparando com lendas como Keith Moon, John Bonham e mais.

“22 de junho é um dia triste para nós, pois foi o dia em que perdemos um dos bateristas mais talentosos e influentes do heavy metal de todos os tempos”, começa a declaração, “A bateria e o baixo são a fundação de qualquer grande banda ou música. Um ótimo riff de guitarra irá te animar mas na verdade o que te faz bater a cabeça é o ritmo. Por isso grandes bateristas do rock como John Bonham, Keith Moon, Neil Peart, Bill Ward, Mitch Mitchell, Charlie Watts e Alex Van Halen são considerados lendas. Eles não só mantém o ritmo e a batida, mas eles dirigem a música ao caminho certo.”

Bowcott ainda relembra quando o irmão de Vinnie Paul, Dimebag Darrell faleceu, “Eu liguei para Vinnie para dar meus pêsames (…) E nós tivemos uma conversa muito profunda e bonita e desde então nossa amizade evoluiu e nos tornamos grandes amigos.”

“O talento de Vinnie com a bateria era reconhecido mundialmente, mas por trás daquela incrível presença de palco, tinha um bom, gentil, generoso e engraçado homem com um sorriso contagioso e um coração do tamanho do Texas. A gentileza e bondade de Vinnie ajudou a fazer diferença no mundo”

Apesar da tristeza ao redor do ocorrido, Bowcott revela estar feliz que agora Vinnie Paul está com o irmão, “Eles finalmente estão juntos e em um lugar melhor (…) Eu sei que agora eles estão bebendo enquanto gritam ‘Van Halen’ [código entre os irmão que significava ter apresentado um ótimo show].”

“Vinnie, obrigado pela música, pelas memórias e pelo espírito gentil. Muito amor, meu querido amigo.. Descanse em paz e, por favor, diga oi ao Dukebox Damage por mim”, ele diz encerrando a declaração.

A notícia da morte foi confirmada pela página oficial do Pantera no Facebook e desde então diversas homenagens foram feitas para o bateristas. Muitos músicos foram às redes sociaiscompartilhar palavras de carinho sobre o baterista, enquanto outros o prestigiaram em shows.

Apesar do jornal americano Las Vegas Review ter noticiado que Vinnie Paul pode ter sofrido um ataque cardíaco antes de falecer, a causa da morte não foi oficialmente divulgada.

BULLET FOR MY VALENTINE LANÇA NOVO DISCO, GRAVITY; OUÇA AQUI





Conversamos com o guitarrista Michael Paget sobre os primórdios do grupo e a nova fase que inicia amanhã, 29

Os galeses do Bullet For My Valentine iniciaram sua carreira como muitas outras bandas. Com um grande repertório de músicas covers, o grupo se apresentava em todos os pubs e casas de shows que cediam um espaço. “Eventualmente gravamos uma demo e pessoas começaram a ir aos nossos shows”, conta Michael Paget , “Depois nós assinamos com uma gravadora e desde então tudo tem sido uma louca jornada”.

A banda está prestes a lançar o aguardado Gravity, sexto disco de estúdio da carreira, e o guitarrista revelou que a sonoridade será um pouco diferente daquilo que estamos acostumados a ouvir deles: “Esse álbum não será tão metal, mas queremos conversar com um público maior para que possamos conquistar novos fãs enquanto apresentamos novas coisas aos fãs mais antigos.”

Paget confessa que a banda ainda está buscando conquistar um espaço maior na cena musical, “Esse álbum foi escrito para os granes palcos”, ele diz, “Estamos sempre querendo melhorar e crescer com a nossa carreira”. Com 20 anos de estrada, a banda ainda sonha alto e tem todas as intenções de continuar crescendo, “Somos muito gratos por tudo o que já conquistamos e por tudo aquilo que ainda vamos conquistar”.

Otimista, Paget acredita que o futuro do metal está nas mãos de bandas como o Bullet For My Valentine, “O Metallica está firme e forte, o Guns N’ Roses voltou, essas bandas grandes ainda estão por aqui, ainda estão trabalhando, mas eventualmente elas precisarão parar porque infelizmente ninguém fica por aqui para sempre. E então bandas como nós vão precisar levar o metal para frente e depois deixaremos para as novas bandas que estão por vir. Será interessante, apesar de triste. O legado que essas bandas deixarão é o que nos inpirou a ser o que somos hoje.”

E o guitarrista tem razão, o legado dessas bandas irão viver por gerações e gerações, mas quem carregará a tocha do metal quando elas não estiverem mais por aqui? As novas bandas. Nomes como Bullet For My Valentine, Godsmack, Avenged Sevenfold, Five Finger Death Puch, entre vários outros, serão os responsáveis por honrarem e levarem em frente a música criada pelas grandes bandas.

“Quando eu estava crescendo, ouvíamos coisas pesadas como Pantera, Metallica, Machine Head, e agora temos vários subgêneros que se criaram, deixando o metal mais eclético. O metal não tem o mesmo significado para todo mundo. Mas está aqui e ainda é grande. É muito legal saber que o metal é imortal.”

Apaixonado pelos fãs e pela música que faz, Paget diz que guarda boas memórias dos lugares que já visitou, como Brasil. A última vez em que o grupo esteve em terras tupiniquins foi em 2016 quando se apresentaram no Maximus Festival ao lado de Halestorm, Hellyeah, Shinedown, Rammstein e Marilyn Manson. “Os fãs brasileiros são muito pacientes e nós sabemos que eles nos esperam, mas voltaremos logo para lá. Assim que pudermos. O mundo parece pequeno quando estamos em turnê, porém demora um tempo para conseguir ir a todos os lugares. Mas irá acontecer, só não sei dizer quando.”

Gravity será lançado nesta sexta-feira, 29, e até lá você pode ouvir as faixas já divulgadas, “Over It”, “Piece Of Me” e “Letting You Go” na nossa playlist abaixo.O novo trabalho marca o primeiro lançamento da banda com o baterista Jason Bowld

O Bullet For My Valentine lançou nesta sexta-feira, 29, o sexto disco de estúdio da carreira. Gravity traz onze faixas, incluindo os singles já lançados “Over It”, “Piece Of Me” e “Letting You Go”.

Ao falar sobre o trabalho, o vocalista e guitarrista Matt Tuck revelou que o trabalho marca uma fase diferente para o grupo: “Tenho pensado muito sobre a palavra ‘contemporâneo’, e eu sinto que esse é um disco contemporâneo. Não é uma coisa da velha escola”.

“Esse álbum não é tão metal, mas queremos conversar com um público maior para que possamos conquistar novos fãs enquanto apresentamos novas coisas aos fãs mais antigos”, contou o guitarrista Michael Paget em uma entrevista exclusiva ao Wikimetal.

Gravity sucede Venom (2015) e marca a estreia do baterista Jason Bowld que substituiu Michael “Moose” Thomas em 2016. Ouça o disco na íntegra logo abaixo.

https://open.spotify.com/album/28sCbClwbAhHN6ovutizQg

terça-feira, 26 de junho de 2018

LED ZEPPELIN PODE SE REUNIR PARA TOCAR NO GLASTONBURY 2019




Segundo os organizadores do evento, a banda é a preferida para tocar na próxima edição

Um novo boato que o Led Zeppelin pode se reunir está começando a criar forças após os responsáveis pela programação do icônico festival Glastonbury revelarem que o grupo é a opção preferida deles para headliner da edição de 2019.

Segundo eles, a organizadora do evento, Emily Davis, sempre sonhou em receber a lendária banda no festival, “e este ano as chances disso acontecer são consideráveis”. O evento também contaria com Fleetwood Mac, The Beach Boys e The Stone Roses.

A informação ainda não foi confirmada e a reunião ainda não passa de uma possibilidade, mas os responsáveis pelo festival estão explorando a ideia, já que o trio John Paul Jones, Robert Plant e Jimmy Page têm se reunido ocasionalmente para divulgar novidades aos fãs em comemoração aos 50 anos de carreira.

Entre estas novidades, eles já anunciaram o relançamento de How The West Was Won e The Song Remains The Same, além de um livro oficial que contará a história do Led Zeppelin sendo preparado para sair em outubro.

Porém, é válido lembrar que Plant já confessou pensar que uma reunião seria um “desserviço aos fãs” e ele não teria interesse de arriscar algo “que talvez não faça mais sentido hoje em dia”.

Veja abaixo outros nomes que podem aparecer na programação do Glastonbury 2019:

Led Zeppelin
Fleetwood Mac
The Beach Boys
The Stone Roses
The Stokes
Elton John:
Kendrick Lamar
The Rolling Stones
Kanye West
Taylor Swift

CHAD GRAY, VOCALISTA DO HELLYEAH, FALA SOBRE A MORTE DE VINNIE PAUL



Hellyeah foi formado em 2006

O frontman do Hellyeah, Chad Gray, falou de forma emocionante sobre seu companheiro de banda, Vinnie Paul, que faleceu na última sexta-feira, 22.

“Primeiramente, sinto muito pela nossa perda. Isso me consumiu, como tenho certeza que consumiu muitos de vocês.

Tenho certeza de que todos podem entender que isso tem sido incrivelmente difícil e impossível para mim. Só não quero acreditar que é real.

Eu quero dizer a toda a minha equipe que eu amo vocês. Nós não poderíamos fazer o que fazemos sem vocês. E eu quero agradecer a todos ao redor do mundo por suas amáveis ​​palavras, bênçãos e condolências a todos nós durante esse momento trágico. Nós amamos todos vocês. E para todos os meus amigos dentro e fora do mundo da música, obrigado. Significa mais do que eu poderia expressar. Eu não sei o que eu faria sem vocês, então obrigado! Obrigado! Obrigado! Isso realmente levou a “família do heavy metal” a outro nível.

Esta tem sido uma das coisas mais difíceis que eu já tive que enfrentar na minha vida! Estou tão confuso, triste e desamparado como sempre estive. Estou perdido e completamente devastado. Mas estou tentando, é o equivalente a um tumulto emocional em minha cabeça e em meu coração enquanto escrevo isso, mas estou tentando me concentrar em algo bom, sei que Vinnie gostaria disso, e as coisas boas são minhas lembranças dele. Seu sorriso, sua risada contagiante e sua personalidade que irradiava luz.

Ele e seu irmão Dimebag viveram para fazer as pessoas sorrir. É disso que mais vou sentir falta.

Eu só quero dizer, obrigado Vinnie Paul! Por salvar minha vida, por sua música, por sua infinita generosidade, por me aceitar em sua vida, por criar nossa música que tocou as pessoas, por ter orgulho de estar no Hellyeah e por sempre ter me tratado como um irmão, e o mais importante, por me tratar como um amigo. Tantas vezes eu olhei para trás para vê-lo apenas tocando e ter que me beliscar. Foi inacreditável E por todas essas coisas você viverá para sempre em meu coração. Eu nunca vou deixar você ir. Eu sempre vou te amar e ir até o fim da terra para carregar a tocha por você e o legado de Dime.

Descanse em paz, Vincent Paul Abbott. Eu sei que você está com Dimebag agora sorrindo para nós. Mesmo em toda essa escuridão emocional, esse pensamento só me faz sorrir de volta. Eu te amo! Seu eterno amigo, Chadnesss”

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Gojira: banda revela vídeo da performance de “Global Warming” ao vivo em estúdio



Gojira lançou o vídeo da performance ao vivo em estúdio de sua faixa “Global Warming“, uma canção tirada de seu álbum de 2004 “From Mars To Sirius“. As filmagens foram feitas no Silver Cord Studio em Nova York, que é de propriedade do vocalista e guitarrista da banda Joe Duplantier. Falando da performance e da faixa, a banda postou a nota abaixo:

“Algumas semanas atrás, nós tocamos ‘Global Warming‘ juntos pela primeira vez desde a gravação de ‘From Mars To Sirius‘. Nós nunca tocamos ao vivo antes, já que é desafiador tocar e colocar em um setlist. É emocionalmente pesado e quase “machucaria” o resto das músicas de algum jeito.

O aquecimento global é uma realidade e um tópico relevante, sentimos que é bom sermos lembrados de um dos desafios mais importantes do nosso tempo: como crescer como espécie sem ser um parasita para o nosso planeta, o único lar que temos. ‘Vamos ver nossos filhos crescendo’ é um mantra para as futuras gerações e, de maneira figurada, esperamos que as crianças de todos nós cresçam, evoluam e tomem medidas para um mundo mais compassivo e significativo.“


LED ZEPPELIN CONFIRMA VERSÃO REMASTERIZADA DE THE SONG REMAINS THE SAME



A nova versão foi supervisionada por Jimmy Page

O Led Zeppelin preparou uma bela comemoração para os 50 anos de carreira. Com o relançamento do disco How To West Was Won (2003) e um livro ilustrado explorando a história da banda, as celebrações apenas começaram.

No dia 7 de setembro, o grupo irá lançar uma versão remasterizada de The Song Remains The Same, a trilha sonora do filme de mesmo nome. A data foi escolhida pois marca a primeira vez em que John Bonham, John Paul Jones, Jimmy Page e Robert Plant subiram ao palco juntos em 1968. Chamados The New Yardbirds na época, a banda estrearia no estúdio pouco depois, para trabalhar na gravação de Led Zeppelin.

The Song Remains The Same será disponibilizado em diversos formatos: o Super Deluxe Boxed Set terá o filme completo e a trilha sonora disponíveis em um mesmo pacote pela primeira vez. No set de quatro LPs, Page fez uma mudança na sequência de faixas, permitindo que a versão de 29 minutos de “Dazed And Confused” fosse disponibilizada na íntegra em vinil, também pela primeira vez. Acesse o site oficial do Led Zeppelin para mais informações.


ASSISTA “FIRE & FORGIVE”, NOVO CLIPE DO POWERWOLF






Novo álbum do Powerwolf é o sétimo da carreira

Os alemães do Powerwolf estão prestes a lançar seu sétimo álbum, The Sacrament Of Sin, no dia 20 de julho pela Napalm Records.

Matthew Greywolf, guitarrista, falou ao Overdrive sobre o novo álbum: “Eu diria que a abordagem foi expandir um pouco o território. Acho que The Sacrament Of Sin se tornou o álbum mais diversificado do Powerwolf, com a maior variação musical e muitos elementos novos em nosso som. Ao mesmo tempo, acho que se tornou um álbum bastante típico em termos de atmosfera e poder”.


domingo, 24 de junho de 2018

Sacredeath Stand Your Side new single (IN HUMAN DEATH)

 a Banda Sacredeath disponibilizou o primeiro single #stand Your Side  do novo ep   (IN HUMAN DEATH)que será lançado em 2018 confiram a capa e a música o ep está sendo gravadao com um dos maiores  produtos do mundo Alysson(funds house Studio)..O ep contará com cinco faixas.. a banda   já está terminado o roteiro para o clip de stand your side ...que será o primeiro clip do ep







sábado, 23 de junho de 2018

VINNIE PAUL, BATERISTA E CO-FUNDADOR DO PANTERA, MORRE AOS 54 ANOS


O músico também já comandou as baquetas do Damageplan e do Hellyeah

Vinnie Paul, baterista e co-fundador do Pantera, morreu aos 54 anos. A notícia foi confirmada pela banda em sua página oficial do Facebook e a causa da morte ainda não foi divulgada.

Em 1981, Paul fundou o Pantera com o irmão Dimebag Darrell, o vocalista Donnie Hart, o guitarrista Terry Glaze (que foi responsável pelo vocal em 1982) e o baixista Tommy D. Bradford – que mais tarde foi substituído por Rex Brown. O grupo se transformou conforme o tempo passava, mudando o som para algo mais pesado, o que acabou levando a adição do vocalista Phil Anselmo em 1986.

A popularidade e sucesso do Pantera foi quase imediata. O grupo recebeu diversos discos de platina, incluindo Cowboys from Hell (1990), Vulgar Display of Power (1992) e Far Beyond Driven (1994). Os dois discos lançados em seguida, The Greatest Southern Trendkill (1996) e Reinventing the Steel (2000) estrearam entre os cinco melhores discos nas paradas na Billboard.

Em 2003, o Pantera chegou ao fim e Paul e Darrell formaram o Damageplan, pelo qual lançaram apenas um álbum, o New Found Power, ao lado de convidados especiais como Zakk Wylde, Jerry Cantrell e Corey Taylor. No ano seguinte, Darrell foi morto a tiros durante um show.

Em 2006, Paul se juntou ao vocalista Chad Gray (Mudvayne) e ao guitarrista Tom Maxwell(Nothingface) e formou o Hellyeah. A banda lançou cinco discos de estúdio e segundo o baterista, eles trabalhavam em um sucessor para Undern!able (2016).

Mais informações devem ser divulgadas em breve.

sexta-feira, 22 de junho de 2018

ASSISTA PRIMEIRO TRAILER DO NOVO ÁLBUM DA DORO PESCH



Novo álbum da Doro Pesch será lançado em agosto

Está no ar o primeiro trailer de Forever Warriors, Forever United, novo álbum da alemã Doro Pesch.

O trabalho será lançado no dia 17 de agosto, e possui 25 faixas.”Há alguns grandes hinos no álbum, incontáveis ​​músicas pesadas, assim como melodias que aquecem o coração! O álbum deve te dar poder e, portanto, contém muita energia”, disso Doro.

No ano passado, Pesch celebrou o 30º aniversário do álbum Triumph And Agony do Warlock, apresentando o álbum na íntegra em shows pelo mundo.

Ouça o primeiro single, “All For Metal”, clicando aqui.



COREY TAYLOR DIZ QUE PRÓXIMO ÁLBUM DO SLIPKNOT TERÁ O NÍVEL DE PESO DO IOWA



Novo álbum do Slipknot será lançado em 2019

Corey Taylor, vocalista do Slipknot, disse que os fãs devem esperar algo “perigoso” no próximo álbum da banda.

“Está ainda em demos”, disse Taylor à revista Kerrang! “No entanto, temos planos muito sérios – e digo isso porque a melhor maneira de fazer Deus rir é anunciar seus planos em voz alta – entrar no estúdio no começo do ano que vem e fazer isso andar. Nós temos 16 músicas escritas agora, e elas são muito perigosas”

“Eu amei o .5, mas esse álbum, para mim, faz com que .5 não pareça de ninguém”, continuou ele. “Este tem o nível de peso do Iowa. […] Eu estou muito, muito animado com isso […] Estamos todos muito, muito, muito animados, então esteja preparado para 2019 – o que, estranhamente, é o 20º aniversário do nosso primeiro álbum”.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

BAD RELIGION LANÇA NOVA MÚSICA; ASSISTA LYRIC VIDEO DE “THE KIDS ARE ALT-RIGHT”


Último trabalho inédito do Bad Religion foi lançado em 2013

Os californianos do Bad Religion lançaram um vídeo para a música “The Kids Are Alt-Right”. Uma homenagem a música do The Who, “The Kids Are Alright”, lançada em 1965.

O último álbum de estúdio da banda, True North, foi lançado em 2013. O próximo trabalho do Bad Religion será o primeiro trabalho de estúdio com Mike Dimkisch na guitarra e Jamir Millerna bateria.


PAUL MCCARTNEY LANÇA 2 MÚSICAS INÉDITAS E REVELA INFORMAÇÕES DE NOVO ÁLBUM DE ESTÚDIO




I Don’t Know” e “Come On To Me” exploram dois estilos diferentes do ex-Beatle

Divulgamos por aqui que Paul McCartney havia voltado aos estúdios e se preparava para anunciar um novo disco de estúdio. Agora, o ex-Beatle confirmou o lançamento e divulgou duas músicas inéditas.

Intitulado Egypt Station, o disco será lançado no dia 7 de setembro pela Capitol Records e terá 14 faixas, entre elas “I Don’t Know” e “Come On To Me” que foram divulgadas nesta quarta-feira, 20. Você pode ouvir ambas canções logo abaixo.

O álbum marca o primeiro lançamento de McCartney desde New (2013) e o 17º de sua carreira solo. Egypt Station foi gravado em três diferentes locais: Los Angeles, na Califórnia, Londres e Sussex, na Inglaterra. Greg Kurstin (Adele, Beck, Foo Fighters) foi responsável pela produção do disco, com exceção de uma única música que foi produzida por Ryan Tedder do OneRepublic.

Em uma declaração divulgada à imprensa, o ex-Beatle explicou que o nome do disco foi inspirado em um quadro que ele criou e carrega a ideia de transportar o fã em uma viagem de múltiplos destinos, explorando cada canção como uma parada na jornada que é ouvir e compreender o disco.

“Eu gosto das palavras ‘Egypt Station’. Me lembra dos álbuns que fazíamos antigamente… Egypt Station começa como uma estação no início do disco e então cada música é uma estação diferente. Isso nos ajudou a criar a base das músicas. Eu imagino que seja um lugar mágico de onde a música surgiu.”

Ouça logo abaixo as duas faixas divulgadas e em seguida veja a capa do disco Egypt Station.


quarta-feira, 20 de junho de 2018

Grave Digger: capa e faixas de novo álbum, The Living Dead

Este é "The Living Dead", novo álbum do Grave Digger, que sairá no dia 14 de setembro pela Napalm Records.



"Fear Of The Living Dead"
"Blade Of The Immortal"
"When Death Passes By"
"Shadow Of The Warrior"
"The Power Of Metal"
"Hymn Of The Damned"
"What War Left Behind"
"Fist In Your Face"
"Insane Pain"
"Zombie Dance"
"Glory Or Grave" (Bonus Track)

BLACK LABEL SOCIETY DIVULGA CLIPE DE “TRAMPLED DOWN BELOW” GRAVADO NO ROYAL ALBERT HALL





O vídeo foi gravado durante a turnê do disco Grimmest Hits

O Black Label Society divulgou o clipe do single “Trampled Down Below” do disco Grimmest Hits, lançado em janeiro deste ano. O vídeo foi gravado durante uma apresentação da banda no famoso Royal Albert Hall em Londres, na Inglaterra, e foi dirigido por Dan Sturgess.

O show aconteceu no início deste ano quando a banda estava na Europa divulgando o novo trabalho. “As pessoas olham e acham que é um disco com os melhores hits da banda mas não tenho hits então como podemos fazer uma coletânea deles? É ‘grimmest’ [os piores, os mais tenebrosos]”, contou o guitarrista Zakk Wylde em uma entrevista ao Wikimetal.

Ele também falou sobre o processo criativo de Grimmest Hits: “Nós estávamos em turnê com Zakk Sabbath e eu lembro que tínhamos 20 dias para escrever um álbum e então foi o que eu fiz. Todos os dias, todas as manhãs eu levantava e começava a escrever riffs. No jeito que eu vejo, se você consegue fazer algo hoje, ótimo, se não, tudo bem, amanhã é um novo dia. Você continua escrevendo até conseguir algo que você gosta.”

Wylde esteve no Brasil recentemente com Ozzy Osbourne na turnê de despedida do Príncipe das Trevas.



KOBRA AND THE LOTUS LANÇA NOVO VIDEOCLIPE; ASSISTA “VELVET ROSES”




A música faz parte do último álbum da Kobra And The Lotus

Kobra And The Lotus lançou o clipe para a música “Velvet Roses”. A faixa faz parte do álbum Prevail II, que foi lançado em abril pela Napalm Records.

A vocalista Kobra Paige falou sobre o clipe:

Alto impacto, pura adrenalina! Este vídeo é uma viagem fabulosa. Livre caindo pelo céu, fazendo curvas apertadas em um planeta onde tudo o que faz sentido para você não se aplica e o impossível não existe. Junte-se a este tenaz motorista e sua heterogênea equipe enquanto eles levam os solos de guitarra literalmente a ‘novas alturas’ e o conduzem através do hard rock, a aventura da sua vida”


Marcos de Ros (sorteio Guitarra)




O grande guitarrista Marco de Ros está sorteando uma guitarra Eagle, O guitarrista Alex Martins está participando para fazer a doação dessa Guitarra para uma instituição com crianças carentes ..

Vamos ajudar nossas crianças a ter mais cultura e educação

Para conferir o video e só clicar abaixo .

terça-feira, 19 de junho de 2018

AS I LAY DYING DIVULGA VÍDEO EXPLICANDO A VOLTA CONTROVERSA DA BANDA


As I Lay Dying estava em hiato desde 2013

Os cinco membros do As I Lay Dying divulgaram um vídeo de 30 minutos onde falam sobre o retorno da banda que estava em hiato desde 2013, quando o vocalista Tim Lambesis foi preso, condenado por contratar um homem para matar sua ex-esposa.

No vídeo, Lambesis falou sobre os passos que ele deu para se reconectar com seus companheiros de banda, explicando que “primeiro procurou Jordan [Mancino, baterista] e Josh [Gilberto, baixo]”. “E eu enviei em um e-mail para os outros há muito tempo, e as primeiras conversas que tivemos foram principalmente eu ouvindo, para que eu pudesse expressar melhor minhas desculpas.”

Ele acrescentou: “Há os erros óbvios que eu cometi e, em seguida, há as maneiras que eles se espalham e machucam as pessoas de formas que eu realmente não estava totalmente ciente até chegar em casa. E com as conversas eu consegui entender melhor o que eles passaram e eu acho mais sincero pedir desculpas por causa disso. “

“Eu não defendo o que eu fiz, porque não há defesa para isso. Eu não vou tentar defender o que eu fiz, porque é ridículo. O que posso fazer, é fazer as pazes quando possível, expressar meu remorso e colocar minha energia em algo positivo. “

SCHMIER DEIXA O PÄNZER “É HORA DE EU SEGUIR EM FRENTE”



Pänzer foi formado em 2014

O vocalista do Pänzer, que também faz parte do Destruction, Schmier, deixou a banda que é formada por Pontus Norgren do Hammerfall, V.O. Pulver do G.U.R.D e Poltergeist e Stefan Schwarzmann do Accept e ex-Running Wild.

Schmier disse em um comunicado:

“Eu me diverti muito nos últimos anos, mas agora é hora de eu seguir em frente. Sim, eu preciso ir.

Eu quero focar 100% no Destruction e nos próximos desafios. Um novo baterista e um novo disco.

Eu quero agradecer a todos do Pänzer e espero que eles continuem sem mim. Eu nunca fui um grande cantor de Heavy Metal, mas eu me diverti fazendo isso!

Despedidas nunca são fáceis, mas eu preciso fazer isso para o bem do meu projeto de vida, minha privacidade e meu futuro.

Obrigado aos que apoiaram nesses anos. Vejo vocês em breve nos palcos”

O Pänzer lançou seu seu segundo álbum, Fatal Command, em outubro do ano passado pela Nuclear Blast.

ZAKK WYLDE FALA SOBRE A INDÚSTRIA DA MÚSICA “HÁ MAIS OPÇÕES E MAIS COISAS PARA OUVIR”




Zakk Wylde está excursionando com Ozzy Osbourne pela Europa

Em entrevista ao Metal-Heads.de, o vocalista do Black Label Society e guitarrista do Ozzy Osbourne, Zakk Wylde, falou sobre as mudanças da indústria da música:

“As indústrias e tudo vai mudar, a tecnologia, tudo, então, você só caminha com as mudanças. Quero dizer, no que me diz respeito, isso não vai me afetar porque eu ainda vou adorar tocar e eu ainda amo fazer turnês e nós estamos fazendo a nossa parte. Sou abençoado e grato por poder fazer o que faço. É definitivamente diferente do que era no passado, mas ao mesmo tempo, dá ao artista mais controle para que ele possa fazer o que quiser, você pode ser seu próprio patrão. Mas, sim, músicos vão ser músicos. Eu acho que se o Led Zeppelin e o Black Sabbath estreiasse hoje, eles ainda seriam bem sucedido,s porque eles ainda estariam em turnê e fazendo a música que eles fazem. “

“Eu acho que há mais opções e mais coisas para ouvir, mas eu ainda ouço a mesma música. Eu ainda amo bandas de rock quando lançam algo bom. […] Há mais coisas para explorar e mais coisas para fazer. O Judas Priest lançou um álbum de sucesso [‘Firepower‘]. O último álbum do Black Label Society foi o número quatro nas paradas da Billboard e então, eu ainda acho que as pessoas amam rock e não acho que há algum problema. “

sábado, 16 de junho de 2018

Gus G: guitarrista relembra teste para tocar com Ozzy Osbourne





Jimmy Kay, do The Metal Voice, conversou com o guitarrista grego Gus G (Firewind, ex-Ozzy Osbourne) sobre as tentativas de fazer uma carreira na música em seu país de origem, seu teste e contribuições na época em que esteve com Ozzy Osbourne e também sobre seu novo álbum, “Fearless”, lançado em 20 de abril pela AFM Records.

Questionado sobre o teste com o Mad Man depois da saída de Zakk Wylde:

“Eu acabei sendo um guitarrista de turnê do Arch Enemy, então eu estava no Ozzy Fest com o Iron Maiden e o Black Sabbath em minha primeira grande turnê nos EUA. No verão anunciaram que Ozzy estava se separando de Zakk Wylde e ele estava procurando um novo guitarrista. Eu fui ao escritório de produção em um dos dias da turnê e deixei um CD do Firewind na mesa e disse ‘Ei, eu estou no segundo palco com o Arch Enemy e ouvi que você estava procurando um guitarrista.’ Mas não tive resposta porque o Zakk continuou com o Ozzy e eles gravaram outro disco, o ‘Black Rain’ (2007). Em 2009 eu estava tendo algum sucesso com o Firewind. Recebi um e-mail do empresário da Sharon (Osbourne) e eles pediram que eu fosse em uma audição para o Ozzy. Foi uma loucura. Não consegui dormir durante três dias e não conseguia acreditar naquilo. A partir dali, eu achei que não esperava que algo fosse acontecer. Eu não me achava bom para ser parte da banda. Pensei que se não desse em nada, teria uma história para contar. Não tinha nada a perder.”

Quando perguntado sobre quais músicas tocou na audição:

“Nós tocamos ‘Bark at the Moon’, ‘I Don’t Know’, ‘Suicide Solution’, ‘Paranoid’, ‘I Don’t Want to Change the World’. Cinco ou seis músicas. Ozzy parecia impressionado. Acho que alguém mostrou a ele algum vídeo meu e parecia que eu seria escolhido. Ozzyaté me disse antes da audição para não me estressar e que viu alguns vídeos meus e tinha um bom pressentimento e que se eu cometesse algum erro estaria tudo bem. A audição foi muito boa”.

Quando questionado sobre a reação de Ozzy depois dos testes:

“Ozzy virou e disse ‘você é muito bom’ e o pessoal dele foi para uma sala, conversaram por alguns minutos e perguntaram se eu queria voltar e fazer uma turnê. Eles nunca disseram nada sobre depois da tour, mas pareciam bem entusiasmados. Posteriormente eu fiz outra turnê, depois Ozzy me convidou para a casa dele para ouvir um pouco do novo material de ‘Scream’ (2010). Eu terminei e fiquei alguns dias tocando alguns solos. Foi um período de testes. Depois eu voltei para casa e não ouvi nada durante um mês e então eu recebi um e-mail da Sharon me pedindo para voltar e tocar as guitarras do novo álbum”.

Quando perguntado se tinha liberdade para contribuir nas gravações de “Scream”:

“Eles já haviam gravado e estavam felizes com o resultado. Não foi uma situação em que teríamos que reescrever a coisa toda. Tem duas formas de ver isso: você pode tentar e dizer que gostaria de trazer canções próprias e eles falarem que podem até ouvir ou então dizer que gostaria de ir embora que eles acham outra pessoa. Não era um requisito para a turnê.”

Quando perguntado se ele escreveu algo depois de “Scream” para um novo álbum de Ozzy:

“Eu escrevi várias ideias prontas para um possível próximo álbum. Em algum momento Ozzy até me mandou mensagem pedindo para enviar alguns riffs. Acho que mandei por volta de 12 ou 13 músicas. Nós até escrevemos duas músicas juntos na estrada na turnê de ‘Scream’. Nenhuma delas saiu do papel. Na verdade, uma delas (‘Don’t Trend On Me’) eu acabei usando em meu novo álbum solo, ‘Fearless’ (2018). Mas sem as letras e melodias dele.”

Quando questionado sobre a vibe do novo álbum solo, “Fearless”:

“O disco tem boas músicas de Hard Rock e Metal. Levando em conta o que eu já comecei nos dois primeiros álbuns solos e fazendo soar como um esforço da banda, em vez de parecer apenas um material experimental. Porque isso é oque os dois primeiros álbuns foram. Mas desta vez eu trabalhei com produtor Denis Ward. O álbum é mais coeso comparado aos dois primeiros. Meu estilo se baseia na cena dos anos 80. Quando eu digo anos 80, não significa Hair Metal e Sleaze Rock. Me refiro ao Metal Clássico da época. Você consegue captar essas influências em todo o disco.”

sexta-feira, 15 de junho de 2018

OUÇA NOVA MÚSICA DO U.D.O., “RISING HIGH”




Novo álbum do U.D.O. será lançado em agosto

O ex-vocalista do Accept, U.D.O., irá lançar seu novo álbum Steelfactory, no dia 31 de agosto pela AFM. O primeiro single, “Rising High”, pode ser ouvido abaixo.

Steelfactory tracklist:

01. “Tongue Reaper”
02. “Make The Move”
03. “Keeper Of My Soul”
04. “In The Heat Of The Night”
05. “Raise The Game”
06. “Blood On Fire”
07. “Rising High”
08. “The Devil Is An Angel” (digipack bonus track)
09. “Hungry And Angry”
10. “One Heart One Soul”
11. “Pictures In My Dreams” (digipack bonus track)
12. “A Bite Of Evil”
13. “Eraser”
14. “Rose In The Desert”
15. “The Way”



EXODUS: NOVO ÁLBUM SERÁ “PESADO, BRUTAL, VIOLENTO E LOUCO”



Último lançamento do Exodus foi em 2014

O vocalista do Exodus, Steve ‘Zetro’ Souza, falou que os fãs terão que esperar até o fim de 2019 para ouvir um novo álbum da banda, em entrevista ao Janne Vuorela.

“Infelizmente, como nosso guitarrista e compositor principal [Gary Holt] está fazendo a turnê com o Slayer, provavelmente vamos ter que esperar até que a tour acabe. Então, eu diria que no fim de 2019. Eu não estou dizendo que não vamos tocar ou não vamos sair em turnê, nós simplesmente não vamos lançar [qualquer música nova]. “

Questionado sobre o tipo de música que estará no próximo álbum, Zetro disse “Que tipo de música você ouviu nos últimos 35 anos? Absolutamente pesado, brutal, violento e louco, como coisas normais do Exodus. Não vai haver desaceleração aqui, tenho certeza “.

O último álbum de estúdio do Exodus, Blood In Blood Out, foi lançado em 2014.

quinta-feira, 14 de junho de 2018

FRANCES BEAN COBAIN, FILHA DE KURT COBAIN, REVELA TRECHO DE MÚSICA AUTORAL



O vídeo foi publicado em seu Instagram e recebeu diversos elogios

Frances Bean Cobain, filha do saudoso frontman do Nirvana, Kurt Cobain, publicou em suas redes sociais um trecho de uma música autoral. O vídeo já é o terceiro que ela compartilha demonstrando o talento que recebeu de seus pais.

Ao publicar a faixa, comentários de aprovação inundaram o Instagram de Frances, deixando muitos questionando se ela seguirá os passos do pai e da mãe, Courtney Love, vocalista do Hole.

“Eu quero dar sequência na minha música e ver se isso se concretiza ou vai mais além”, ela disse aos seguidores. Frances também revelou que se considera uma artista porém não exclusivamente do mundo musical, pois acredita que a arte abrange diferentes questões como o visual.

Assista ao vídeo logo abaixo.

https://www.instagram.com/space_witch666/?utm_source=ig_embed

OZZY OSBOURNE “EU LIGUEI PARA O LEMMY NO DIA EM QUE ELE MORREU”



Ozzy Osbourne está em turnê pela Europa

Ozzy Osbourne, vocalista do Black Sabbath, falou à Metal Hammer sobre sua amizade com o ex-vocalista e baixista do Motörhead, Lemmy Kilmister.

“Eu sinto falta de tê-lo por perto, ele era um cara legal”, disse Ozzy. “Eu liguei para ele no dia que ele morreu. Eu sabia que ele estava morrendo. Ele nem sabia que era eu. Eu tinha que dizer para ele: ‘É Ozzy, Lem.’ Eu disse: “Lemmy, por favor, fique aí, eu estou indo.”

“Eu disse a Sharon: ‘Foda-se, entre no carro, vamos ao apartamento dele’. E quando estávamos saindo, ela veio até mim e disse: ‘Não se preocupe, ele se foi’. Isso me afundou. Me atingiu muito forte, não vou fingir que não”.

Lemmy já enfrentava problemas de saúde, e faleceu em dezembro de 2015.